21.6.17

Como fazer Bolo de milho molhadinho

Eu amo milho, e bolo de milho é uma coisa de outro mundo para mim, se deixar como um inteiro sozinha.
Essa receita além de ser bem prática, é uma delícia pois o bolo fica bem molhadinho, quase um pudim de milho.

19.6.17

Canjica doce sem lactose

De uns tempos para cá minha avó tem feito canjica sem lactose, é mais leve e não deixa nada À desejar em sabor para a canjica tradicional!

13.5.17

Três meses padecendo no paraíso



Hoje faço três meses como mãe, sim pois o tempo da barriga não conta como experiência em maternidade, por mais que eu tivesse lido meia dúzia de livros e mais uma dúzia de blogs sobre o assunto nada me preparou para o pós parto.

É incrível como a gente fica sensível e que por mais bem resolvida que eu fosse ante do bebê nascer todas as opiniões e pitacos de alguma forma me atingiam e muito.

E todo mundo quer se meter né! Todo mundo tem uma super dica para te dar ou uma superstição boba para colocar caraminholas na sua cabeça e parece que o mundo sabe cuidar melhor do seu filho que você!


Todo mundo tem uma verdade absoluta para te contar que segundo eles deve seguida, mas não existem verdades absolutas!!!

12.5.17

Os prazeres e as amarguras da amamentação.

O leite materno é o melhor alimento do mundo! Disso ninguém tem dúvidas,mas ninguém fala que amamentar não é fácil!

Posso dizer que me preparei muito para o parto normal, que não aconteceu, mas deixei a amamentação um pouco de lado, na minha cabeça seria uma coisa normal que iria fluir naturalmente, meu bebê haveria de nascer sabendo mamar e teríamos aquele lindo momento de novela, ledo engano.

30.4.17

Relato de parto

Vamos a um relato um tanto diferente.

Na minha última consulta com o ginecologista e estava com 37 semanas e ele fez um toque e disse que meu útero estava rígido e provavelmente Samuel não nasceria antes de 40 semanas, achei ótimo pois seria o tempo que eu precisava para organizar o que faltava, afinal eu queria que ele nascesse antes do carnaval mas depois do aniversário de 90 anos do meu avô e de 1 ano da minha sobrinha.

No sábado dia 11, seria a festa do meu avô e eu óbvio fiz tudo, tudo mesmo, bolo, doces, decoração e almoço, porque eu sou dessas e estava me sentindo super bem. 

No domingo dia 12, tomei café da manha na casa dos meus avos e fui e voltei dirigindo.

Cheguei em casa por volta das 12h super apertada para ir ao banheiro e acabei tendo um escape de líquido que até então eu achava que era urina, voltei pra cama afinal era domingo e eu estava grávida, dormir até umas 14h quando mais uma vez corri para o banheiro e "não deu tempo chegar no vaso". Pensei que era só o que me faltava a essa altura da gravidez ficar fazendo xixi nas calças e nem por um minuto me passou pela cabeça avisar meu médico!

Fomos pro shopping, afinal eu tinha que ir na feira de gestante comprar as coisas que faltavam, almoçamos e eu tive mais um escape de líquido mas dessa vez eu não estava apertada, me preocupei, falei com o Santiago e mandei mensagem pro meu médico.

Ele mandou eu ir para a maternidade ver se era líquido aminótico ou urina.

E eu a louca, não queria levar nada, tinha certeza que não era a hora dele, que era só urina e nem ir na maternidade que o médico mandou eu queria ir, vamos numa perto de casa mesmo, afinal eu tenho três audiências essa semana, ainda tem o aniversário de 1 ano da Maria no outro domingo, as lembrancinhas da maternidade ainda não estão prontos e nem o enfeite de porta e Samuel só vai nascer no carnaval.

Santiago falou que eu estava doida, que íamos pra maternidade que o médico mandou de mala e cuia. Fomos sem dar nem um piu de casa até a maternidade que fica a uns 30km da minha casa.

Chegando lá a médica do plantão me examinou e perguntou se eu não estava sentindo nada, e se eu queria parto normal ou cesária. Eu disse que não estava sentindo nada e que já tinha combinado com meu médico que seria parto normal óbvio, ela perguntou que horas eu comecei a perder líquido e eu disse por volta das 12h, ela insistiu se eu não sentia nada, disse que não!

Ela falou que minha bolsa estava rompida e eu estava com 2 de dilatação, que iria ligar imediatamente para meu médico, isso já eram 22h.

Ele quis falar comigo, perguntou as mesmas coisas que ela, e disse que provavelmente teríamos que ir para uma cesária. Eu desabei!!!

Quando o Dr. Akio chegou, ele me examinou mais uma vez, disse que realmente não tinha como induzir que eu já estava há muito tempo perdendo líquido e que até dilatar tudo colocaríamos o bebê em risco, mais choro. Se não fosse o Santiago não sei o que seria de mim.

Avisa minha mãe e minhas amigas pois Samuel vai nascer!!!

Fomos nós nos prepararmos para a cesária, preciso dizer que a equipe do meu médico foi maravilhosa, o anestesista me acalmou e me distraiu todo tempo, o que fez com que o efeito da anestesia fosse suportado de uma forma mais tranquila.

Não teve foto profissional pois esqueci de ligar pra fotografa, mas o anestesista e o Santiago tiraram varias com meu celular.

Quando Dr Akio abriu para tirar o Samuel disse que quase não tinha mais líquido, mas graças à Deus Samuel nasceu bem saudável e num choro só.

Confesso que eu estava anestesiada, não estava acreditando que tudo aquilo estava acontecendo, só conseguia pensar que eu devia ter percebido antes, que deveria ter ido pro hospital antes, que assim ele teria nascido de parto normal e tudo seria na forma do meu script, mas a hora não era minha, afinal quem era o protagonista era o Samuel e quem escolhia quando e como nascer deveria ser ele e não eu.

Passei um mês me culpando pelo parto não ter sido normal, ainda me culpo um pouco, mas hoje consigo perceber que tudo na vida tem uma razão de ser.

Meu pacotinho nasceu saudável, na hora dele, com 2,870g e 47cm as 1:29 do dia 13/02/2017, como Deus achou que tinha que ser!